🇧🇷 O seu banco no seu bolso 🤳🏾

Os aplicativos financeiros têm se tornado cada vez mais fortes, mudando o panorama do banco tradicional e a forma como as empresas interagem com seus clientes. Até ao final deste ano, 90% dos usuários de smartphone terão feito um pagamento móvel através do seu celular e o valor total dessas transações deverá crescer 121%, até 2022.

No mês passado, 73% dos usuários de smartphones usaram um aplicativo para gerenciar suas finanças. Além disso, 60% preferem acessar e gerenciar suas finanças com um aplicativo em vez de um site.


Cada vez mais aplicativos chegam para facilitar a rotina e permitir que o dia a dia das operações sejam realizadas com maior facilidade e agilidade.As empresas criam e gerenciam aplicativos para se adaptarem às novas necessidades dos usuários e se manterem competitivas no mercado.É assim que hoje encontramos aplicativos que vão desde os mais conhecidos como Instagram, Facebook e WhatsApp (em que os pagamentos já podem ser feitos), games e até ter seu bancos no celular.


Com aplicativos fintech, você pode:


☎️ Pagar de serviços

💸 Fazer Transferências

🧾 Consultar sua conta

📲 Retirar dinheiro sem a necessidade de um cartão físico

🚃 Recarregar os cartões de transporte e celular

💳 Verificar e pagar o cartão de crédito


É essencial fornecer uma proposta abrangente de produtos e serviços que capacite seus clientes e os ajude a crescer.


A Flink, uma empresa Fintech, permite que as pessoas se tornem um “flinker”, ou seja, podem facilmente abrir uma conta com um mínimo de 100 pesos desde que sejam maiores de idade, tenham um documento de identidade oficial válido e um smartphone. Flink dá a oportunidade de começar a investir, com um mínimo de 30 pesos, permitindo aos investidores iniciantes participarem em tempo real na Bolsa de Valores de Nova York.


Em todo o mundo, os aplicativos de bancos estão mudando a maneira como pensamos e gerenciamos nossas finanças. As mudanças no setor bancário estão sendo impulsionadas por startups ambiciosas e por bancos tradicionais.


Os mercados emergentes também estão impulsionando o crescimento global, a atividade de aplicativos de investimento e os de pagamento tiveram um aumento médio de 49% nas sessões.


Paul H. Müller, co-fundador e CTO da Adjust, diz que

"o impacto que a pandemia teve sobre os bancos e o aumento dos serviços digitais móveis não deve ser subestimado. Como o setor bancário vem se adaptando a tecnologia digital ao longo de vários anos, a COVID-19 está acelerando a transformação, abrindo acesso e oportunidades para milhões de consumidores com ou sem banco em todo o mundo. "